DUAS REGRAS DE ACENTUAÇÃO: HIFENS E BAÍA

 

--- Pelas regras de acentuação, hífen (por exemplo) tem acento. Já hifens não tem.
No caso de elétron, tenho visto nos dicionários a forma plural (elétrons) com acento.
Não é a mesma regra? Se hifens não tem acento, elétrons também não deveria ter. Ou estou errada?
Cláudia Alves Pereira, Lavras/MG

São regras diferentes.

Uma das lições de acentuação que aprendemos determina: acentuam-se as palavras paroxítonas terminadas em N (mas não se fala em NS, veja bem). Então, você acentua hífen, pólen, gérmen, abdômen, elétron, nêutron, próton.

Quanto à terminação em NS, há duas vertentes, ou seja, pode-se ver a questão pelo lado das paroxítonas ou das oxítonas:

a) paroxítonas terminadas em ENS não são acentuadas: hifens, itens, germens, polens, abdomens, imagens, jovens, nuvens, totens;
b) paroxítonas em ONS são acentuadas: elétrons, prótons, nêutrons;

OU

a) oxítonas em ENS são acentuadas: parabéns, conténs, armazéns, nenéns;
b) oxítonas em ONS não são acentuadas: maçons, garçons, acordeons.

--- Qual a regra de acentuação gráfica do vocábulo baía? Leide, Salvador/BA

Trata-se da regra dos hiatos em I e U.

Simplificadamente falando, acentua-se o I ou o U quando ele forma sílaba tônica sozinho ou acompanhado de S, seja nos vocábulos paroxítonos, seja nos oxítonos.

Exemplos com I: atribuíra, baía, cafeína, cocaína, construído, egoísta, faísca, genuíno, heroína, heroísmo, juízes, papagaíce, saído, saíram, suíte, uísque, maís, país.
Exemplos com U: abaúla, carnaúba, paracaúba, reúne, reúso, baús.

Cabe notar ainda que se escreve, por exemplo: genuinamente, faiscazinha, reunir - sem acento, pois I, IS e U se encontram na sílaba átona. E também: saindo, saiu, sairmos, juiz, paul, raiz - sem acento, embora tônicos, porque I ou U formam sílaba com outra letra.

Não são acentuados o I e U tônicos
          a) quando precedidos de vogal idêntica: vadiice;
          b) quando seguidos de -nh: rainha, fuinha.

Os nomes próprios obedecem às mesmas regras de acentuação dos substantivos comuns.  Assim, temos: Aída, Arduíno, Bocaiúva, Camboriú, Criciúma, Heloísa, Itajaí, Laís, Luísa, Paraíba, Piauí, Suíça, etc.

Maria Tereza de Queiroz Piacentini - Diretora do Instituto Euclides da Cunha e autora dos livros "Só Vírgula", "Só Palavras Compostas" e "Língua Brasil - Crase, pronomes & curiosidades" - www.linguabrasil.com.br

 
0 Comentários